Responder à letra

Responder à letra.

Lidar com os outros pode ser o maior desafio que vão encontrar pelo caminho. A maioria das pessoas oferece resistência à mudança e nem sempre vêem com bons olhos quem ousa mudar. Haverão imensas pessoas curiosas. Algumas vão querer alinhar, outras vão tentar demover-vos. A forma de alimentação é uma decisão pessoal, basta para isso termos as nossas motivações, e é importante que seja respeitada. Contudo será sempre útil munirem-se de conhecimento, caso pretendam contra-argumentar. É também uma oportunidade para esclarecer os outros. Aconselho sempre a não entrar em guerras e levar tudo com uma pitada de humor. 

Os vegetarianos não conseguem proteina!

Perdi a conta à vezes que me disseram isto. Proteínas são cadeias de aminoácidos, e são esses esses aminoácidos que nós precisamos. O nosso corpo consegue produzir quase todos os aminoácidos necessários, à excepção de 9, a que se chamam “aminoácidos essenciais”, e esses não se obtêm exclusivamente a partir do reino animal, logo não estamos dependentes de produtos de origem animal para suprir as necessidades nutricionais.

Os vegetarianos tomam suplementação!

Ser vegetariano não implica usar mais suplementação, quando comparado com outras opções alimentares. Pelo contrário, o vegetarianismo leva a uma maior consciencialização da alimentação e da saúde, e a suplementação pode ser sugerida pelo médico a qualquer pessoa, em função de condições particulares.

Os vegetarianos não conseguem a vitamina B12!

A vitamina B12 é produzida por micróbios que se encontram na vegetação, e a dificuldade de suprir as necessidades nutricionais desta vitamina fazem-se sentir seja qual for a base alimentar. Antigamente, através do consumo de carne conseguiam-se bons níveis de B12, mas hoje em dia poucos são os animais destinados a abate que saem para o pasto. O melhor é sempre consultar o médico, pedir análises a este e a outros parâmetros, e acompanhar a evolução.

Os vegetarianos são fracos!

O homem mais forte da Alemanha é vegano e cada vez existem mais desportistas de alta competição a adotar esta alimentação, o que comprova que uma dieta equilibrada à base de vegetais é bem sucedida mesmo nos regimes fisiológicos mais extremos.

Devemos comer carne porque faz parte da cultura dos nossos antepassados!

Existe tanta coisa que os nossos antepassados faziam e que agora já não fazemos, que este tipo de argumento, para mim, é um não assunto. A melhor forma que temos de honrar os nossos antepassados é evoluir, tal como eles tantas vezes o fizeram.

Os animais foram feitos para comer!

Os animais domésticos usados para alimentação são um produto de sucessivas selecções humanas, e não existem livres na natureza. Pode dizer-se que foram “feitos” para comer, mas não são de todo necessários ao equilíbrio natural dos ecossistemas, nem essenciais à nossa subsistência alimentar.

Se não comermos os animais eles vão ser mais e sobrepovoar o planeta!

Determinadas espécies de animais só existem em grande escala porque somos nós que os produzimos para satisfazer os nossos hábitos. Se deixarmos de consumir produtos de origem animal as suas populações baixam para níveis perfeitamente normais ou podem até mesmo deixar de existir.

Não matam animais mas matam plantas!

É um argumento parvo, mas também se ouve. São ambos seres vivos, mas com complexidades fisiológicas muito diferentes. Os animais são seres sencientes (que têm sensações e sentimentos). Nenhuma planta se sente petrificada de medo ao ser colhida, ou ao ser transportada.

Isso é uma alimentação que fica muito cara!

Essa é uma ideia bastante errada. De uma forma geral, todos os produtos alimentares processados são mais caros do que produzidos em casa. O segredo é fazer uma alimentação equilibrada, baseada em alimentos naturalmente disponíveis, sazonais e locais. Havendo tempo e vontade, voltar a adotar métodos tradicionais, como a conserva ou a fermentação, também ajuda a preencher a dispensa no meses de maior abundância, e permite-nos ter alguma variedade durante todo o ano.

Os vegetarianos só comem alface!

Não!!! A parte boa de ser vegetariana é que nunca mais tive de comer salada à refeição. :-) 


Se quiserem ter acesso a mais mitos sobre o vegetarianismo e respectivas respostas podem aceder ao site, The Vegan Speak.