Este creme de couve flor é fantástico para aquecer a alma e podem ser usados diferentes toppings para a guarnecer. O que casa muito bem com este creme são as sementes ou as oleaginosas tostadas. Um fiozinho de azeite e uns pozinhos de especiarias e está ganho.

Ingredientes:

  • 1 cebola
  • 1 couve flor
  • 1 colher de sobremesa de gengibre ralado
  • 1/4 de couve roxa
  • 2 colheres de sopa de passas
  • 1 colher de sopa de sementes de sésamo
  • 1 colher de sopa de sementes de linhaça
  • 3 fatias de pão rústico
  • 1/4 de copo de vinho branco
  • 1 colher de sopa de margarina vegetal
  • Mistura de 5 pimentas
  • Alho em pó
  • Sal
  • Azeite

Liga-se o forno a 70ºC e coloca-se num tabuleiro os seguintes ingredientes bem envolvidos, o pão cortado em forma de croutons, as sementes, o alho em pó e o azeite. Vigia-se para não queimar. Quer-se o pão bem tostado e um cheirinho a sementes torradas pela cozinha. Corta-se a cebola em metades, pica-se uma metade e leva-se ao lume a refogar com azeite. Assim que estiver douradinha acrescenta-se a couve flor cortada em pedaços e envolve-se bem na cebola e no azeite e de seguida junta-se a água e o sal, tapa-se e deixa-se cozer até a couve flor estar quase desfeita. Não é preciso muita água, só até tapar a couve, quer-se um creme aveludado e não uma aguadilha. Depois é só passar bem, retificar o sal e reservar. Enquanto a couve flor coze vai-se aquecendo numa frigideira a margarina, a outra metade da cebola cortada em tiras e o gengibre ralado, deixamos alourar. Junta-se depois a couve roxa finamente cortada e tempera-se com alho em pó, sal e a mistura das 5 pimentas, cozinha tudo em lume brando. Nesta fase têm de ter alguma paciência. A couve roxa tem de ficar mole e isto leva alguns minutos. Quando notarem que a couve já perdeu a firmeza adiciona-se as passas e o vinho, tapa-se e deixa-se cozinhar por uns 10 minutos. Destapa-se e fica ao lume por mais 5 minutos. Quando a couve roxa estiver bem suave e mole, desliga-se, tira-se para uma taça e envolve-se bem com o preparado que sai do forno. Ao cozinhar a couve roxa deste modo garante-se que a sua cor vibrante não se perde tanto. Eu não gosto de juntar todo o creme de couve flor com o topping. Vamos juntando conforme se vai comendo e assim cada um doseia como quer e o pão não perde a sua crocância.

20160330_004718

Um pensamento sobre “Creme de couve flor com couve roxa, passas e sementes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s