Calorias, essas danadas que põem qualquer pessoa à beira de um ataque de nervos, muito se vê escrito sobre elas. A maior parte das pessoas que pretendem ter mais controlo sobre a alimentação limita-se a somar as calorias que ingere, mas isso só por si não é suficiente nem saudável.

Caloria ou, como habitualmente é referenciada, quilocaloria (kcal), é a unidade usada para medir a energia fornecida pelos alimentos. Para termos uma ideia mais concreta, 1 kcal corresponde à quantidade de energia necessária para elevar por 1˚C a temperatura de 1 Kg de água. Contar as calorias ajuda-nos a manter o equilíbio, que existe quando gastamos tanta energia quanto aquela que ingerimos. Se ingerimos mais do que gastamos então essa energia será armazenada na forma de gordura.

Uma grande parte das calorias, (70%) do orçamento energético do nosso corpo, é usada para sustentar as funções básicas dos nossos órgãos e tecidos, ou seja, só para o corpo manter-se “vivo”, sem qualquer outra atividade. A isso chama-se “metabolismo basal”. Se ao metabolismo basal juntarmos a digestão e atividade física, chegamos aos valores médios de referência que apontam para 2000 kcal para as mulheres e 2500 kcal para os homens. Estas estimativas baseiam-se em fatores como médias de peso, atividade física e massa muscular, mas nem todos os organismos precisam da mesma quantidade. Se estivermos a falar de um atleta de alta competição, então a ingestão de calorias tem de ser maior. Uma grávida também precisa de um pouco mais do que a média e um idoso precisa de menos, porque o seu metabolismo basal é mais lento.

Mas antes de começarem a contar as calorias que vêm inscritas nos rótulos, há que ter outros aspetos em consideração. Esta quantidade de calorias corresponde à energia contida no alimento e não necessariamente aquela de que vamos tirar proveito. Uma razão para isso é o facto de alguns alimentos necessitarem de mais energia para serem digeridos do que outros. Por exemplo, uma maçã com aproximadamente 180 g e um brigadeiro com 25 g, ambos poderão conter 90 kcal. Tal como todos os alimentos ricos em fibra, a maçã vai precisar de mais energia para ser digerida, logo não vamos usufruir da mesma quantidade de calorias a partir deste dois alimentos. Também devemos comparar os seus valores nutricionais e ter em conta que a elevada ingestão de alimentos mais ricos em açúcares causa desequilíbrio nos mecanismos que regulam a produção da hormona insulina, levando ao ganho de peso e aumentando o risco de desenvolver diabetes.

Não nos podemos esquecer que a forma como os alimentos são confecionados também contribui para os níveis de calorias que vamos ingerir. A utilização de óleos na fritura ou os temperos que adicionamos, muitas vezes sem lhes dar muita importância, também lá estão e também fornecem calorias. Para uma alimentação adequada não se deve excluir nenhum nutriente do nosso menu e nem viver à base de um só. O segredo está na quantidade, qualidade, harmonia e adequação, segundo as “leis da alimentação” de Pedro Escudero.

Lei da qualidade: A dieta deve ser composta por alimentos ricos em todos os nutrientes necessários ao nosso organismo. O princípio dessa lei é alimentar-se com qualidade, suprindo as necessidades diárias dos diferentes nutrientes

Lei da quantidade: Cada pessoa tem a sua quantidade de energia (calorias) que deve consumir diariamente, essa quantidade não deve ser ultrapassada. Evitar cometer abusos, nem por excesso nem por carência.

Lei da harmonia: Distribuir de forma harmoniosa os nutrientes, ingerindo todos os grupos de alimentos. Comer somente frutas e vegetais, por exemplo, não é sinônimo de uma boa alimentação.

Lei da adequação: A dieta deve ser individual. Ela vai adequar-se às necessidades de cada pessoa portanto, muito cuidado com as dietas que circulam por aí e o melhor é sempre consultar um Nutricionista.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s