“Isso é tudo muito lindo e agora fico sem nada na despensa?”, dizia uma amiga minha um dia destes depois de ter percebido que a maior parte das coisas que tinha não era saudável.
O segredo está em fazer algumas perguntas determinantes na hora da compra.
Eu preciso mesmo disto?
Posso fazê-lo em casa?
Existe alguma alternativa mais saudável?
Deste modo fazemos uma triagem na hora da compra e garanto-vos outra coisa, as compras mensais iram reduzir para metade. 😉

“A despensa da Sardinha”, engloba também frigorifico, tem como objectivo vos mostrar o que se consome aqui em casa e eventualmente vos dar a conhecer muitos alimentos que já viram nos supermercados e não trouxeram por não saber o que fazer com eles.
Os alimentos têm características diferentes e a isso se chamam propriedades organolépticas. Cor, sabor, odor e textura. Uma boa cozinha tem de ter isto em conta. E é mais que sabido que uma alimentação colorida representa uma alimentação variada, equilibrada, rica em nutrientes, vitaminas e minerais.Se temos uma alimentação monocromática, acabamos por consumir sempre os mesmos nutrientes.

Existe uma variedade enorme de alimentos saudáveis à nossa disposição e não são assim tão caros. Hoje em dia tudo é por modas mas pouca gente se questiona e avalia as coisas com pés e cabeça. Para muita gente, comer saudável é ir para os corredores bio do supermercado e adquirir tofus, leites de sojas, suplementos vitamínicos e afins ou adquirir tudo o que é light e diz zero de qualquer coisa. Depois vêm-me com a conversa de que ter uma alimentação saudável é só para os ricos. O melhor que podem comer é aquilo que não tem aditivos alimentares e é feito em casa.

Durante algum tempo fui estudando amigos meus às compras e fui espreitando para os cestos das outras pessoas. Incrível é constatar que a maior parte passa pelo corredor da fruta, dos legumes e vegetais numa rapidez que só dá tempo de apanhar umas bananas e muitas vezes nem isso. E pior ainda é assistir à quantidade astronômica de alimentos industrializados, cheios de aditivos e açucares que consomem e pior, dão às crianças.

Posto isto na minha despensa há, muita fruta, muitos vegetais e legumes, leguminosas para demolhar, especiarias a perder de vista, ervas aromáticas, massas e “arrozes”, doces de fruta, compotas, marmelada, marmelão, tudo caseiro. Bolachas caseiras e sempre um bolinho caseiro. Azeite, óleo de amendoim e vinagres. Iogurtes naturais e não açucarados, leite vegetal caseiro, manteiga vegetal, pão, queijo, ovos, chocolates negros, gelatinas vegetais, oleaginosas e muitas sementes, farinhas, açucares, café, vinho e água. Também tenho algumas bombas calóricas e industrializadas, mas… tenho sangue brasileiro e leite de moça é daquelas coisas que não pode faltar. 🙂

Para mim é Keep it simple, less is more!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s